O Prémio BPI ”la Caixa” Rural distingue projetos para apoiar a população de meios rurais em situação de vulnerabilidade, nas áreas do envelhecimento, deficiência e incapacidade, integração laboral, interculturalidade e coesão social. 


Combater o isolamento e a exclusão social, reativar espaços agrícolas e de pecuária comunitária, proporcionar apoio alimentar, promover o voluntariado e assegurar apoio e cuidados continuados ao domicílio, são alguns dos 20 projetos distinguidos na 2ª edição do Prémio BPI "la Caixa" Rural num total de 750 mil euros. O Prémio BPI “la Caixa” Rural visa apoiar projetos de ação social em zonas rurais, em que as populações vivem mais isoladas e onde o impacto da pandemia mais se faz sentir no plano das necessidades sociais. Os projetos financiados vão apoiar cerca de 12.000 pessoas em diferentes áreas prioritárias, especialmente as mais afetadas pela pandemia, como o envelhecimento ativo, a pobreza e exclusão social, incapacidade, integração laboral, interculturalidade e coesão social e saúde. O Prémio Rural é uma iniciativa conjunta do BPI e da Fundação ”la Caixa”. As duas entidades estabeleceram um acordo de colaboração para o desenvolvimento de projetos de carácter social e cultural em Portugal após a entrada do BPI no grupo CaixaBank.
O Júri analisou e selecionou os projetos que considerou mais sustentáveis, mais inovadores e com maior impacto social. Foram distinguidos os projetos das seguintes 20 instituições: - Alzheimer Portugal Delegação Centro;
- Associação Causa - Unidos por uma Casa;
- Associação Espiral de Vontades;
- Associação Médicos do Mundo;
- CACFF - Centro Assistencial Cultural e Formativo do Fundão;
- Casa do Povo da Maia;
- Centro de Bem Estar Social de Vale de Figueira;
- Centro Social Comunitário do Peso;
- Centro Social e Paroquial de Parada de Gatim;
- Centro Social Paroquial S. Geraldo de Carrapatas;
- CLAP;
- Cruz Vermelha Portuguesa - Delegação de Bragança;
- ENTRAJUDA;
- Federação Nacional das Associações de Raças Autóctones – FERA;
- Irmandade da Santa Casa da Misericórdia da Redinha;
- MEERU - Abrir Caminho;
- Novo Dia, Associação para a Inclusão Social;
- RUDE - Associação de Desenvolvimento Rural;
- Terra Mãe;
- VALORIZA - Associação de Desenvolvimento Local
 

Mais sobre os prémios:

António Barreto, presidente do júri

Espaço T - Associação Para o Apoio à Integração Social e Comunitária

ANPAR - Associação Nacional de Pais e Amigos Rett

 
21/01/2021

Plantar uma sociedade inclusiva

[…]
21/01/2021

Bom dia! Para onde vamos?

[…]
21/01/2021

Uma resposta dentro da comunidade

[…]
21/01/2021

Ninguém pára em Parada de Gatim

[…]
21/01/2021

Tecnologia solidária

[…]
21/01/2021

Crescer, criar, capacitar

[…]
21/01/2021

Devolver dignidade, restaurar esperança

[…]
21/01/2021

Reinserir na comunidade quem está à margem

[…]
21/01/2021

Os mais velhos, centros vivos de cultura

[…]
21/01/2021

Com todos os sentidos a trabalhar

[…]
 
Bitnami